Gabarito do Enem 2016 é divulgado

Alunos poderão checar número de acertos; mas nota final só sai em janeiro.

O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi divulgado na manhã desta quarta-feira (9) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação responsável pela aplicação das provas.

GABARITO DAS PROVAS DE SÁBADO (5/11)

PROVA ROSA
PROVA AMARELA
PROVA AZUL
PROVA BRANCA

GABARITO DAS PROVAS DE DOMINGO (6/11)

PROVA ROSA
PROVA AMARELA
PROVA CINZA
PROVA AZUL

Com o gabarito, o estudante saberá quantas questões ele acertou, porém, as notas só serão divulgadas no dia 19 de janeiro, segundo o Ministério da Educação. A Teoria de Resposta ao Item (TRI) permite que um mesmo número de acertos gere notas diferentes, pois as questões têm pesos diferentes.

O Enem 2016 foi aplicado no sábado (5) e domingo (6) em todo o país – exceto aos estudantes que fariam a prova nas escolas que estão ocupadas em protesto contra a reforma do ensino médio.

Nos dias 3 e 4 de dezembro, farão o exame os cerca de 271 mil candidatos que não puderam prestar o exame por causa das ocupações. Os novos locais de provas devem sair na próxima semana.
Ainda não foi divulgada a data de abertura das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que considera as notas do Enem para distribuição de vagas em universidades públicas.

Além da seleção de vagas em universidades públicas, o Enem é obrigatório para estudantes de escolas públicas interessados em bolsas de estudo parciais ou integrais em universidades particulares por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni), em bolsas de intercâmbio pelo Ciência sem Fronteiras e para universitários que querem financiar um curso superior por meio do Fies.

Abstenções

De acordo com o Inep, a abstenção foi de 30%, seguindo a média da série histórica do exame, e 768 candidatos foram eliminados por irregularidades.

Entre os candidatos eliminados, 641 foram por “descumprimento de regras gerais”. Entre os motivos estão descumprimento da regra que exige uso de caneta transparente ou atraso. O uso de detector de metais eliminou 120 candidatos. Sete inscritos foram eliminados por se recusar a fazer o teste de biometria.

Em quatro anos de edição, este foi o segundo menor índice de eliminados. O menor foi em 2015, quando 740 estudantes foram proibidos de fazer a prova. O maior foi em 2013, com 1.522 eliminados.

Tema da redação

O tema da redação aplicada no segundo dia de provas foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. A prova trouxe textos de apoio que abordavam a laicidade do Estado, os limites da liberdade de expressão e destacou as religiões que, no Brasil, são as que mais sofrem violência com base na intolerância.
Considerando as competências exigidas no exame, a colunista do G1 Andrea Ramal fez um “texto modelo” sugerindo uma abordagem para o tema.

Fonte: G1 Educação.

LEIA TAMBÉM...